Encantos e Encrencas com a Cinderela

Encantos e Encrencas com a Cinderela

Encantos e Encrencas com a Cinderela

Editora Gryphus (2012)
Ilustrações de Sandra Ronca
56p. – 1 cor – 11 x 17,5cm

Tem gente que vive sonhando em viver uma linda história de amor. Mas nem sempre as coisas acontecem com facilidade e a solução é encontrar alguém que possa dar uma forcinha. A Fada Melandra e o Mago Mega bem que estão precisando… As irmãs Clara, Bela e Alegra são mestras em ajudar as pessoas e elas não podem perder a chance de fazer algo de bom pelos seus queridos professores. O que será que essas três vão aprontar agora? Reedição de As Três Fadas e Cinderela.

  • +Curiosidades sobre o livro

    Esse foi meu primeiro livro a ganhar uma nova edição por outra editora. Em 2005, o texto foi publicado com o nome de As Três Fadas e Cinderela,  pela Franco Editora. As ilustrações eram de Gabriel Voser que, na época, assinava Zwosser. Em 2012, o livro foi relançado como Encantos e Encrencas com a Cinderela, pela Editora Gryphus, com ilustrações de Sandra Ronca.

  • +Resenha-As Três Fadas e Cinderela

    Jornal Panorama (Juiz de Fora)

    Resenha publicada em 19 de abril/2005

    Uma Cinderela diferente – por Izaura Rocha

    Um certo espírito de Shrek paira sobre “As Três Fadas e Cinderela”, livro infantil protagonizado por fadinhas trigêmeas aprendizes de magia. Neste que é o primeiro de uma coleção com as personagens, lançada pela Franco Editora, de Juiz de Fora, a autora Glaucia Lewicki revisita com muita graça a história de Cinderela – aqui transformada na Fada Melandra, uma desajeitada professora de Matemágica, que precisa da ajuda de uma entediada Fada Madrinha para ir ao Baile Encantado da Primavera Mágica encontrar seu suposto pretendente, o Mago Mega. Tudo, porém, não passa de um arranjo bem-intencionado das fadinhas-crianças, que bancam o Cupido com o objetivo de arrumar um namorado para a professora.

    Brincar com os clássicos infantis, sem fugir ao espírito do conto de fadas, é segundo Glaucia, uma forma de desconstruir uma história consagrada e tradicional, insenrindo elementos modernos e humor (o tal espírito de Shrek, embora não tão corrosivo quanto o do famoso ogro, ressalta a autora). “As Três Fadas e Cinderela” é o terceiro livro de Glaucia Lewicki, que é natural de Niterói, onde mora e trabalha como coordenadora de biblioteca. O segundo, “Paloma”, publicado pela Coleção Arco-Íris (da Franco Editora), acaba de ganhar uma versão em Braille.

    A editora juizforana é a primeira a publicar as histórias de Glaucia, descoberta por Fernando Franco num concurso literário onde foi finalista. As espertas fadinhas Clara, Bela e Alegra reaparecerão em novas aventuras – quatro delas já estão com o editor. Glaucia conta que escreve porque sempre gostou muito de ler – “e quem gosta de ler acaba querendo criar suas próprias histórias.”

    Segundo ela, apesar da concorrência da TV e do computador, o encanto do livro permanece, porque ele oferece possibilidades de imaginação que os outros veículos não trazem. A autora autografa o livro hoje no Alameda Shopping, junto com o ilustrador Gabriel Zwosser, a partir de 18h30. O evento contará com a presença dos contadores de histórias da Estação Palco.